escrevemos o que nos pedir

Biografias, homenagens, livros, mini- histórias de amor, poemas, contos infantis exclusivos e personalizados, contos para adultos, tudo o que sonhar. Também fazemos revisão de textos e trabalhos.

Conheça os serviços que temos para si.

reportagens

Antena 1

RTP1

Terras do Homem

Diário do Minho






arquivos

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

pesquisar
 
subscrever feeds





advertência

O conteúdo deste blogue não pode ser reproduzido, total ou parcialmente, nem as ideias nele contidas, conforme explícito na lei, incorrendo o prevaricador num ilícito penal grave.

03/11/2010
Uma ponte para a liberdade
A escolha é sua
Na vida, há poucos problemas que não conseguimos solucionar. Quase só aqueles que tentamos ignorar, julgando que se volatilizam e se somem sozinhos, como se nunca tivessem existido. Mas eles estão ali, pacientes, à nossa espera. Apessoam-se, crescem, engolem energia nas fraquezas e infiltram-se nas  fragilidades, transformando pequenas feridas em fracturas expostas. Por preguiça, por inércia, por orgulho, vamos somando pesos desnecessários à nossa caminhada, transformando pequenos seixos  de beira- rio em rochas porosas, gigantes, escarpadas, prontas a ruírem a qualquer momento sobre nós, enquanto julgamos ter-nos livrado, à força da nossa indiferença, de tudo aquilo que nos dói. E quando se dá a ruína, aquilo que eram  inicialmente só pequenos desconfortos, passam a ser doenças. Doenças cuja cura representa um percurso ainda mais doloroso, uma ida ao fundo de nós mesmos, o resgate de todas as dores somadas. Dores que passam a monstros.  Seres com vida própria que nos privam do bem- estar, que nos enchem a cabeça de gelo e nos transformam o nó do esterno num icebergue à deriva, para cima e para baixo, da garganta ao peito, num vai- vem constante e terrífico. Não tenhamos ilusões. Estes problemas- penhasco roubam as alegrias, relativizam as conquistas e sugam-nos a vitalidade, pouco a pouco, com uma voracidade parasitária e paciente. Até que damos por nós sem noção do tempo. A perder o ritmo. A não conseguir ouvir a areia que se escoa lentamente na ampulheta. A ser mais máquina, menos gente. A ligar o piloto- automático em vez de sorrir. A cegar para as coisas boas. 
É mais fácil começar a mudar, pedrinha a pedrinha, toda a paisagem. Por mais minúscula.Escrever aquela carta ao familiar de quem já desistiu. Tentar perceber o que está por trás do mau- humor constante do seu companheiro de vida. Saber que papel ocupar na sua família alargada. Desatar mais nós, em vez de os cerrar. Não ceder à crítica fácil. Falar. Desabafar. Limpar. Arrumar. Perdoar. Perdoar, muitas vezes. Perdoar mais uma e outra vez  A sogra, o sogro, o tio, o colega de trabalho. Entender. Tolerar. Meter o orgulho no lixo, mas guardar a honra. Relativizar aquela má palavra, aquele desaforo ou aquilo que tomamos como um desrespeito ou uma desconsideração. Porque há sempre qualquer coisa por dizer na origem destas reacções. Coisas de gente. Dê a mão a quem quer bem ou a quem não pode evitar porque faz parte da sua vida. E desista, de uma vez por todas, de quem e daquilo que lhe faz mal. Não arraste pesos- mortos, pois o seu corpo, um dia, acusará o desgaste. Água mole. Erosão desnecessária Use a palavra para se libertar. E medite com vagar sobre tudo aquilo que leu. Com muito vagar. A palavra é uma ponte para a liberdade, sabia? 


publicado por projectcyrano às 10:10
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

1 comentário:
De Ana Sousa a 3 de Novembro de 2010 às 11:06
acertaste-me em cheio. (chuac)


Comentar post

A marca Projecto Cyrano está registada no INPI desde Dezembro de 2010.
os nossos livros

O Casamento do Drgão

Um conto medieval para dois irmãos


Amor em Africa

Um amor para sempre


João e Benjamim

Conto para um avô


Blog em livro

Mais um blog


Para ti, João Pedro

Prenda para um filho


Um sonho para mim

Vida e amor


Povo pequenino

Outro conto infantil


O primeiro conto

O primeiro conto escrito pelo Projecto Cyrano


Um blog de amor

Blog em livro


Em nome do amor

Trinta páginas mais dez de fotos